sábado, 22 de junho de 2013

Situação de Aprendizagem



Sequência de atividades para a leitura do conto O primeiro beijo, de Clarice Lispector


Público alvo – 9º. ano


Objetivo: Mobilizar estratégias para explorar, desenvolver e ampliar capacidades de leitura.


I. Resgate do contexto de produção:


1. Questionar sobre o que os alunos sabem sobre Clarice Lispector.


2. Apresentação do livro (portador) e um breve comentário sobre as temáticas dos contos presentes em Felicidade clandestina e sobre o estilo de Clarice Lispector.


3. Levantamento sobre o que sabem sobre o gênero conto.


II. Ativação de conhecimentos prévios a partir do título


1. Partindo da palavra “primeiro”, pedir para que os alunos falem do que se lembram que tenha sido o “primeiro” em suas vidas.


2. E sobre o primeiro beijo, o que têm para falar?


III. Levantamento de hipóteses - antecipação ou predição de conteúdos a partir do título.


1. O que esperam encontrar num texto cujo título é O primeiro beijo?


2. Anotar na lousa as hipóteses levantadas para a checagem durante a leitura.


IV. Checagem de hipóteses e novas predições


Entregar o texto para os alunos. A leitura, feita pelo professor, vai sendo interrompida para a checagem das hipóteses anteriormente levantadas ou para novas predições de conteúdos, a partir das questões dos itens seguintes.


V. Localização de informações e comparações no texto


1. “Os dois mais murmuravam que conversavam”. Qual o motivo desse comportamento?


2. Localize no sexto parágrafo uma comparação. Como você a explica?


3. O que causa tanta sede no personagem?


4. O que quer dizer “sede de anos”?


5. “... procurando a estrada, penetrando entre os arbustos, espreitando, farejando.”


Tais atitudes podem ser comparadas às de um animal? Isso se comprova nos dois parágrafos seguintes?


6. “entre arbustos estava... o chafariz”. Qual a importância do uso de reticências nesse trecho do conto?


VI. Inferências locais


1. O texto inicia-se com “Os dois”. É possível já saber a quem se refere a expressão? Sublinhe no texto a confirmação de sua resposta.


2. A expressão “Os dois” é retomada no texto com que outro termo?


3. “... perguntou com “dor.” Qual a razão da dor da garota?


4. “... fico feliz com isso”. A que se refere o termo destacado?


5. Localize no texto as expressões que se associam e intensificam a sede do personagem.


VII. Inferências globais


1. Releia com atenção o sexto parágrafo. A narrativa continua no tempo presente ao diálogo dos namorados?


2. Que marcas há no texto que justificam sua resposta?


3. Como explicar as oposições presentes em “Estava de pé, docemente agressivo, sozinho no meio dos outros”?


4. Qual a razão para a afirmação “A vida era inteiramente nova, era outra, descoberta com sobressalto.”


VIII. Relações de intertextualidade


Para a verificação das relações de intertextualidade, perguntar para os alunos se há em seu repertório algum outro texto que dialogue com o conto lido. Para enriquecer essa etapa do trabalho, podemos ler trechos de outras obras, como os capítulos XXXIII “O penteado” e XXXIV “Sou homem”, da obra Dom Casmurro, de Machado de Assis ou o texto Meu primeiro beijo, de Antonio Barreto; O primeiro beijo, de Márcia Kupstas também atende a essa atividade, entre outros.


Dom Casmurro 


Cap. XXXIII


“Alguns dias mais tarde fui à casa de Capitu, ela estava fazendo um penteado, a interrompi e pedi que pudesse ver seus olhos. Não vi os olhos que José Dias descreveu,


vi apenas o que chamo de olhos de ressaca. [...]


Grande foi a sensação do beijo; Capitu ergueu-se, rápida, eu recuei até à parede com


uma espécie de vertigem, sem fala, os olhos escuros. Quando eles me clarearam vi que
Capitu tinha os seus no chão. Não me atrevi a dizer nada; ainda que quisesse, faltavame língua. “Preso, atordoado, não achava gesto nem ímpeto que me descolasse da


parede e me atirasse a ela com mil palavras cálidas e mimosas...”


Cap. XXXIV


“Corri ao meu quarto, peguei dos livros, mas não passei à sala da licção; sentei-me na


cama, recordando o penteado e o resto. Tinha estremeções, tinha uns esquecimentos


em que perdia a consciência de mim e das cousas que me rodeavam, para viver não sei


onde nem como. E tornava a mim, e via a cama, as paredes, os livros, o chão, ouvia


algum som de fora, vago, próximo ou remoto, e logo perdia tudo para sentir somente


os beiços de Capitu...Sentia-os estirados, embaixo dos meus, igualmente esticados


para os dela, e unindo-se uns aos outros. De repente, sem querer, sem pensar, saiu-me


da boca esta palavra de orgulho:


- Sou homem!”


IX. Relações de interdiscursividade


1. A conversa entre o casal de namorados é um diálogo que você já conhece? É um diálogo corrente entre os “iniciantes” no amor?


2. “mas não é de uma mulher que sai o líquido vivificador, o líquido germinador da vida...”. Esse trecho mostra o pensamento do próprio personagem ou ele se apoia no discurso, no conhecimento, de outras pessoas?


X. Percepção de outras linguagens


Levar outras fontes que tenham como tema o beijo, como a escultura de Rodin - O beijo - , o quadro de Klimt e cenas antológicas de vários filmes em que o beijo ocorreu e marcou cenas como no final de Casablanca, por exemplo.



(Klimt)




(Rodin)


XI. Apreciações estéticas e/ou afetivas


1. Leia o penúltimo parágrafo do texto. Que valor expressivo têm os dois pontos e as reticências? E a repetição do pronome “ele” no último parágrafo?


XII. Apreciações relativas a valores éticos


1. Pode-se, de fato, considerar que houve o primeiro beijo na situação vivida pelo personagem? Por quê?


2. Você concorda que o primeiro beijo modifica o comportamento das pessoas?



Integrantes do Grupo 7 – Fórum AVA:

Rosimari Cristina Pedro Rodrigues, Samuel Vieira dos Santos, Simone Silva Maiberg, Sônia Maria Martos Brandão e Suelen Maria Ivan Silva de Menezes.



Componentes do grupo de trabalho presencial


Ana Paula Pereira Copete, Arlete Pereira de Souza Fernandes, Elaine Guerra da Costa, Iliana Marques Mendonça, Ivete Yuriko Okachi Matsubara, Jussara Perpétua Resende, Maria Aparecida Moura Provazi, Maria de Fátima Miguel Bosso, Maria Isabel Rodrigues Borges, Marta M. Shibasho, Nádia Fernandes da Silva Defende, Neusa Maria Mantovanele, Neusa Pereira de Andrade Botelho, Renata Maria Dini Nogueira Ramos, Sandra Helena Miguel, Sandra Maria Pereira Martins Silva, Silvana Maria Ferreira Flausino, Simone Barbieri Garcia, Teresa Sônia Argentieri Bichara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário